No Profit Left Behind: Os Efeitos da Economia Política Global sobre a Educação Básica Pública Autor: Remo Bastos
R$49,00
Estimativa de envio

Insira o seu destino para obter uma estimativa de envio.

A crítica encetada neste livro é expressa, desde logo, no próprio título, onde o autor utiliza ácida ironia em referência ao programa educativo No Child Left Behind, instituído, nos Estados Unidos, por George W. Bush em 2001. Se em tradução livre, o programa chamou-se "Nenhuma criança deixada para trás", a análise de Remo Bastos condu-lo a verter o sentido das transformações ocorridas no sistema educacional estadunidense para "Nenhum lucro deixado para trás". O título é por demais oportuno pela cabida ironia que encerra e porque lança luzes, já de início, sobre um dos objetivos do estudo: deslindar as consequências da captura da educação pública básica pela macroestrutura de poder político-econômico global, comandada pelos imensos conglomerados empresariais oligopolistas, pelos organismos internacionais e pelos Estados Nacionais.


Ora, numa economia mundializada em que as 500 maiores empresas transnacionais têm faturamento correspondente a cerca de 35 a 40% do PIB mundial; em face da tessitura de intrincadas redes de influência dessas megacorporações sobre empresas de menor porte, sobre agências governamentais e sobre os próprios governos nacionais, não é de menor importância tratar do poder desses oligopólios na determinação das tendências do "livre" mercado, das políticas estatais e na definição do modo de vida em escala planetária.


Abordando os casos dos Estados Unidos e do Brasil, o autor mostra como os sistemas educacionais públicos básicos, contemporaneamente, são apropriados pelas mencionadas corporações e refuncionalizados para a acumulação privada de capital – transformação qualitativa que requer a intrusão, nessa esfera social, da lógica corporativa, do gerencialismo empresarial e de formas de regulação amplamente controladas pelas corporações, configurando uma tendência mundial que, todavia, se realiza de formas particulares em cada nação.


Na direção oposta, a autor explora as vitoriosas experiências educacionais da Finlândia e de Cuba, as quais evidenciam a plausibilidade da construção, em qualquer formação social, de um sistema educacional minimamente justo e eficaz, demonstrando, portanto, que a questão é política, e não necessária e unicamente econômica.


Para ler o Sumário da obra, clique abaixo em "Descrição".

Sumário

Detalhes

SUMÁRIO

PREFÁCIO

1 INTRODUÇÃO

2 A ECONOMIA POLÍTICA GLOBAL E A CRISE SISTEMICA DO CAPITALISMO

2.1 De Bretton Woods à Crise de 2008: caminhos e descaminhos do capitalismo monopolista

2.1.1 A concentração de poder econômico e político e a teoria social

2.1.2 Do capitalismo monopolista clássico ao capitalismo monopolista-financeiro

2.1.3 Financeirização, imperialismo financeiro e o “beco sem saída” do capitalismo contemporâneo

3 O MODELO CORPORATIVO GLOBAL DE EDUCAÇÃO

3.1 A crise educacional nos Estados Unidos da América

3.1.1 Antecedentes: “Uma nação em risco”

3.1.2 No Child Left Behind: A “crise” escolar como estratégia.

3.1.2.1 Testes: a ferramenta "por excelência" do programa.

3.1.2.1.1 O ardil da meta impossível

3.1.2.1.2 Recompensa e punição: o modus operandi do sistema de accountability do No Child Left Behind

3.1.2.1.2.1 As limitações intrínsecas dos testes padronizados de aprendizagem

3.1.2.1.2.2 Avaliação por valor agregado

3.1.2.1.3 Adestramento para testes padronizados e estreitamento curricular: a diferença entre treinar e educar

3.1.2.2 Dupla segregação: raiz estrutural da diferença de desempenho escolar.

3.1.2.2.1 Pobreza na terra da opulência: miséria e desigualdade no sistema educacional estadunidense

3.1.2.2.2 Segregação e ressegregação racial nos Estados Unidos: o retrocesso na integração das minorias e seu reflexo na guetorização escolar

3.1.2.3 Avaliação final do NCLB

3.1.3 A Blitzkrieg empresarial: a pilhagem dos recursos financeiros da educação pública

3.1.3.1 Contextualização socioeconômica, política e histórica

3.1.3.2 Fundação Gates: filantrocapitalismo, corporocracia e captura da educação básica pública estadunidense

3.1.3.3 Escolas Charters: A locomotiva do "trem da alegria" empresarial que dilacera a educação pública básica estadunidense

3.1.3.3.1 Charters virtuais: arapucas educacionais para pais e alunos e "vacas leiteiras" para suas mantenedoras

3.1.3.4 O desmantelamento do magistério no ensino básico público estadunidense

3.1.4 Avaliação da conjuntura educacional estadunidense

3.2 A crise da educação pública básica no Brasil

4 “OUTRA EDUCAÇÃO É POSSÍVEL”: SISTEMAS NACIONAIS QUE DESAFIAM O MODELO CORPORATIVO GLOBAL DE EDUCAÇÃO

4.1 O sistema educacional finlandês

4.1.1 O impacto dos resultados do teste do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) de 2000

4.1.2 Fatores que colaboram para a consistência do modelo educacional finlandês

4.1.2.1 Baixo gap educacional intra e interescolas

4.1.2.2 Prestígio social, autonomia e condições de trabalho dos professores

4.1.2.3 Igualdade de oportunidades como princípio fundamental do sistema educacional finlandês

4.1.2.4 Consistente formação docente de excelência, necessariamente vinculada à pesquisa

4.1.2.5 Menos significa mais: menos aulas, menos tarefas de casa, menos testes; mais aprendizagem e maior equilíbrio entre as dimensões constitutivas da subjetividade e da sociabilidade

4.1.3 As reformas que lançaram as bases do atual modelo

4.1.4 Como se estrutura o sistema educacional da Finlândia

4.1.5 Avaliação geral e reprodutibilidade do modelo em outros países

4.2 A excelência da educação cubana: raízes, desdobramentos e lições

4.2.1 Consolidação do reconhecimento internacional da excelência de sua educação

4.2.2 Contextualização sócio-histórica

4.2.3 Pilares do sistema educacional cubano

4.2.3.1 Investimento sustentado em educação

4.2.3.2 Docência: formação de excelência e exercício sob tutoria

4.2.3.3 Ambiente social favorável

4.2.4 Velhos problemas, novos desafios e perspectivas de desenvolvimento socioeconômico no século XXI

4.2.5 Reprodutibilidade do sistema educacional cubano em outras formações sociais

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERENCIAS

Detalhes

Informação Adicional

Livro - Nome Real No Profit Left Behind: Os Efeitos da Economia Politica Global Sobre a Educação Básica Pública
Livro - Apelido No Profit Left Behind
Livro - Matéria Humanas
Livro - Autor Remo Bastos
Livro - Páginas 410
Livro - Idioma Português
Livro - Editora Editora Nova Civilização
Livro - Formato Físico
Livro - ISBN 9788593267062
Livro - Demo Não
Parceiro Externo Amazon Não
Parceiro Externo Apple Não
Parceiro Externo Kobo Não
Parceiro Externo Wook Não
Preço Assinante Não
Comentários